Quinta-feira 19 Muharram 1446 - 25 Julho 2024
Portuguese

É suficiente induzir o moribundo a dizer a shahadah ou devemos também relembrá-lo de se arrepender?

Pergunta

Devemos dizer a uma pessoa que está morrendo que primeiro se arrependa do kufr, shirk, biddah, kabair e riya etc, então dizer a ela/ele que recite/pronuncie a shahada, uma vez que eu tenho visto muitas pessoas cometendo shirk maior/menor, biddah, kufr, etc. dos pecados acima mencionados? Qual é a maneira correta para esta situação, extraída do Alcorão e Sunnah?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar:

É Sunnah incitar uma pessoa moribunda a dizer Laa ilaaha illa Allah (não há deus digno de adoração, exceto Allah), para que estas sejam as últimas palavras que ela diga neste mundo.

Muslim (916) narrou que Abu Sa’id al-Khudri disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Faze com que teus moribundos digam, Laa ilaaha illa Allah.”

Ibn Hibbaan (3004) narrou que Abu Hurairah disse: O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Faze com que teus moribundos digam Laa ilaaha illa Allah, àquele cujas últimas palavras são Laa ilaaha illa Allah ao morrer, eventualmente entrará no Paraíso, mesmo que sofra antes disso.” Classificado como sahih por Shu’aib em Tahqiq Ibn Hibbaan.

Isso não significa que o moribundo possa passar sem se arrepender de seus pecados, pois se não se arrepender deles, estará sujeito à vontade divina e poderá entrar no Fogo, mesmo que tenha dito Laa ilaaha illa Allah antes de morrer, como é indicado pelo hadith citado acima.

Portanto, é recomendado (mustahabb) encorajar aquele que está doente ou morrendo a se arrepender, se estiver em um estado em que possa ser lembrado e se beneficiar disso, desde que isso não lhe cause aborrecimento e não seja pesado para ele, pois pode acarretar más consequências, e isso não deve acontecer no final de sua vida, especialmente quando ele está prestes a morrer; naquele momento não se deve assustá-lo ou dizer coisas que o deixem relutante em encontrar o Senhor dos Mundos; ao contrário, naquele momento, devemos tentar dizer coisas para aumentar sua esperança na misericórdia de Allah, deixá-lo à vontade e aguçar sua ansiedade em encontrar o Senhor dos Mundos, e ainda, torná-lo satisfeito em deixar este mundo e encontrar o Mais Misericordioso dentre aqueles que mostram misericórdia.

No que diz respeito a visitar os doentes, os fuqaha’ mencionaram relembrar o doente a se arrepender, mas no caso de alguém que está morrendo, eles se limitaram a induzir o moribundo a dizer Laa ilaaha illa Allah. Isso porque pode haver apenas tempo suficiente para isso, pois lembrá-lo de se arrepender já deveria ter acontecido em visitas anteriores.

Foi dito em Akhsar al-Mukhtasaraat, pág. 132: É Sunnah se preparar para a morte, lembrar bastante dela, visitar o muçulmano doente e lembrá-lo de se arrepender e fazer um testamento. Mas quando ele está morrendo, é Sunnah vigiar e, de fato, molhar sua garganta com água ou outra bebida, molhar seus lábios, e incentivá-lo a dizer Laa ilaaha illa Allah uma vez e não mais de três vezes, a menos que ele fale (depois disso), então você gentilmente pode lembrá-lo de dizer novamente. Fim da citação.

Ele disse em seu comentário Kashf al-Mukhaddiraat (1/218): É Sunnah lembrar a pessoa doente a se arrepender, porque é obrigatório a todos o arrependimento de cada pecado em todos os momentos, e porque ela precisa disso mais do que outros. Também é Sunnah lembrá-la de fazer um testamento e encontrar uma maneira de buscar o perdão das pessoas; devemos encorajá-la a fazer isso, mesmo que sua doença não seja grave. Não há nada de errado com o visitante colocar a mão nela. A Sunnah dita que não se deve ficar muito tempo [ao visitar uma pessoa doente], porque isso pode deixá-la inquieta e impedi-la de fazer as coisas confortavelmente.

Mas, quando alguém está morrendo – ou seja, quando o anjo da morte vem para levar sua alma – é Sunnah molhar sua garganta; isso deve ser feito pelo mais gentil de sua família, aquele que tem mais conhecimento em relação a seu tratamento, e aquele que mais teme a Allah. Isso deve ser feito com água ou outra bebida e seus lábios devem ser umedecidos com um pedaço de pano úmido, para aliviar o sofrimento que está passando e tornar mais fácil para ele proferir a shahadah. É Sunnah induzir o doente a dizer Laa ilaaha illa Allah uma vez, mas isso não deve ser repetido mais de três vezes, a menos que ele fale depois da terceira vez, caso em que deve ser solicitado a dizer novamente, para que suas últimas palavras sejam Laa ilaaha illa Allah. Isso deve ser feito com delicadeza, porque a bondade é necessária em todas as coisas, e ainda mais neste caso. Fim da citação.

Com base nisso, se houver tempo suficiente e a pessoa estiver consciente e for possível, então ela pode ser lembrada de se arrepender, especialmente se ela for conhecida por ter caído em shirk, bid'ah ou outros pecados maiores.

Se não houver tempo suficiente, tal como se estiver morrendo, o foco deve ser induzi-lo a proferir a shahadah.

E Allah sabe mais.

A Fonte: Islam Q&A