Domingo 10 Dhu Al-Hijjah 1445 - 16 Junho 2024
Portuguese

A recompensa de quem diz "Laa ilaaha ill-Allah wahdahu laa sharika lah, lahu'l-mulk wa lahu'l-hamd wa huwa 'ala kulli shay'in qadir"

Pergunta

Se dissermos “Laa ilaaha ill-Allah wahdahu laa sharika lah, lahu'l-mulk wa lahu'l-hamd wa huwa 'ala kulli shay'in qadir (não há divindade digna de adoração exceto Allah, único, sem parceiro. Seu é o Domínio e a Ele o louvor, e Ele é capaz de fazer todas as coisas)" cem vezes, em intervalos dispersos, alcançaremos a recompensa como é mencionado neste hadith: "Quem quer que diga 'Laa ilaaha ill-Allah wahdahu laa sharika lah, lahu'l-mulk wa lahu'l-hamd wa huwa 'ala kulli shay'in qadir' cem vezes por dia, terá (uma recompensa) equivalente a libertar dez escravos, cem hasanaat (boas ações) serão registradas para ele e cem sayyi'aat (más ações) serão apagadas dele, e ele estará protegido contra o Shaitan por aquele dia até a noite chegar. Ninguém pode fazer nada melhor do que ele fez, exceto aquele que faz mais do que isso”? Podemos reconciliar entre o hadith acima e o hadith: “Quem libertar um escravo muçulmano, Allah resgatará cada um de seus membros do Fogo por cada um dos membros (do escravo), mesmo sua parte íntima pela parte íntima (do escravo)”?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Al-Bukhari (3292) e Muslim (2691) narraram de Abu Hurairah (que Allah esteja satisfeito com ele) que o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Quem quer que diga 'Laa ilaaha ill-Allah wahdahu laa sharika lah, lahu'l-mulk wa lahu'l-hamd wa huwa 'ala kulli shay'in qadir (não há divindade digna de adoração exceto Allah, único, sem parceiro. Seu é o Domínio e a Ele o louvor, e Ele é capaz de fazer todas as coisas)' cem vezes em um dia, terá (uma recompensa) equivalente a libertar dez escravos, cem hasanaat (boas ações) serão registradas para ele e cem sayyi'aat (más ações) serão apagadas dele, e ele estará protegido contra o Shaitan por aquele dia até a noite chegar. Ninguém pode fazer nada melhor do que ele fez, exceto aquele que fizer mais do que isso.”

Não se estipula no hadith que o dhikr mencionado deva ser repetido cem vezes consecutivas para alcançar esta virtude. O que parece ser o caso é que o assunto é amplo, e que o critério para alcançar essa recompensa é que seja feito tudo no mesmo dia, não que seja feito consecutivamente.

An-Nawawi (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

O significado geral do hadith indica que a recompensa mencionada pode ser alcançada por aquele que repete este dhikr cem vezes em um dia, não importando se ele o repete consecutivamente ou em momentos diferentes, em várias sessões, ou se ele recita um pouco no início do dia e mais um pouco no final do dia. Mas, o melhor é recitá-lo consecutivamente no início do dia, assim será uma proteção para ele durante todo o dia. (Sharh an-Nawawi ‘ala Muslim 17/17).

Veja também a resposta à pergunta n° 148699 .

Em segundo lugar

Existem ahadith do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) que encorajam e exortam os muçulmanos a libertarem os escravos, um dos quais é o que foi narrado por al-Bukhari (6715) e Muslim (1509) de Abu Hurairah (que Allah esteja satisfeito com ele), segundo o qual o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Quem quer que liberte um escravo muçulmano, Allah resgatará cada um de seus membros do Fogo por cada um dos membros (do escravo), até mesmo sua parte privada para a parte privada (do escravo).”

Ahmad (15417) narrou de Sahl ibn Hunaif, do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) que quem ajudar um mukaatab [um escravo que possui um contrato de alforria com seu mestre] a comprar sua liberdade, Allah o protegerá com Sua sombra no Dia em que não haverá sombra, exceto a Sua sombra.

Não há contradição entre os dois ahadith, portanto podemos combiná-los. Ao contrário, o hadith que fala da virtude deste dhikr diz que para aquele que recita "Laa ilaaha ill-Allah wahdahu laa sharika lah, lahu'l-mulk wa lahu'l-hamd wa huwa 'ala kulli shay'in qadir" cem vezes em um dia haverá a esperança de recompensa, virtude e resgate do Fogo, assim como há a mesma esperança para quem libertar um escravo muçulmano da escravidão. Isso foi afirmado claramente por al-Qaadi ‘Iyaad (que Allah tenha misericórdia dele). Veja: Sharh an-Nawawi ‘ala Muslim (17/18).

Não há nada no próprio hadith que explique o que é esperado para aquele que resgata um escravo muçulmano.

Por outro lado, isso é mencionado no outro hadith, que afirma que para cada membro do escravo liberto, Allah resgatará do Fogo um membro do corpo daquele que o resgatou. A graça de Allah é vasta e Sua generosidade é imensa.

Ibn Rajab disse:

Aquele que entender o verdadeiro significado do Tawhid será motivado a libertar escravos, e os escravos libertos serão recompensados ​​com o resgate do Fogo, como é comprovado em as-Sahihein que aquele que recita este dhikr cem vezes terá (uma recompensa) equivalente a libertar dez escravos.

Também está comprovado que aquele que recita este dhikr dez vezes será como quem alforria quatro dos descendentes de Ismaa'il.

Em Sunan Abi Dawud e em outros lugares é narrado de Anaas que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Quem quer que diga às manhãs e tardes: ‘Allahumma inni asbahtu ushhiduka wa ushhidu hamalata ‘arshika wa malaa’ikataka wa jami‘a khalqika annaka anta Allahu laa ilaaha illaa anta wa anna Muhammadan ‘abduka wa rasuluka (Ó Allah, nesta manhã e eu Te invoco e invoco os portadores do Teu Trono, Teus anjos e toda a Tua criação para testemunhar que Tu és Allah, não há divindade digna de adoração exceto Tu, e que Muhammad é Teu servo e Teu Mensageiro)' Allah resgatará um quarto dele do Fogo. Quem disser duas vezes, Allah resgatará metade dele do Fogo; quem o disser três vezes, Allah resgatará três quartos dele do Fogo; e quem o disser quatro vezes, Allah o resgatará do Fogo.” (Lataa'if al-Ma'aarif pág. 283).

Essa imensa virtude deve motivar a pessoa a querer fazer mais, e deve impedir a letargia ou preguiça em oferecer atos de adoração e obediência ou de se perguntar sobre essa recompensa e virtude e pensar que seja algo improvável.

E Allah sabe mais.

A Fonte: Islam Q&A