Sábado 17 Dhu Al-Qa'dah 1445 - 25 Maio 2024
Portuguese

A inveja (hasad) é uma característica vil e básica, e não modifica em nada o decreto divino

Pergunta

A inveja (hasad) muda o que está dentro do útero, quer dizer, que se a criança for do sexo masculino, a inveja a transformará em mulher?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar:

A inveja (hasad) é ressentir-se de uma bênção que Allah concedeu à pessoa que é o alvo desta, além do desejo de que esta bênção lhe seja retirada. É uma característica vil e básica, e é um grande pecado.

O invejoso é inimigo das bênçãos, e esse mal vem do coração e da natureza dele. Não é algo que ele adquiriu de outro lugar; ao contrário, é porque seu nafs é mau, contrastando à feitiçaria, que acontece através da aquisição de certo conhecimento e busca da ajuda de espíritos diabólicos. (Badaa'i' al-Fawaa'id 2/458).

Em segundo lugar:

A inveja não muda o decreto de Allah, exaltado seja, pois nada pode impedir o decreto divino, exceto a súplica (du'a). Assim, aquele que teme a inveja do invejoso pode buscar proteção contra ele e seu mal, oferecendo súplicas, voltando-se sinceramente para Allah e colocando sua confiança n’Ele.

Ibn ‘Uthaimin (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

“A inveja é uma das características dos judeus, e é um grande pecado. Não muda nada do decreto de Allah, glorificado e exaltado seja; ao contrário, é causa de tristeza e dor para o invejoso, e eleva em status aquele que é invejado, especialmente se o invejoso transgredir contra ele, pois Allah, exaltado seja, vingará o transgressor.” (Fataawa Nur ‘ala ad-Darb 24/2).

A inveja não impede o decreto de Allah, e aquele que teme algo relacionado a isso pode buscar ajuda oferecendo súplicas, pois é isso que pode atrapalhar o decreto divino, como mencionamos acima.

Em terceiro lugar:

A maldade do invejoso pode ser afastada daquele que é invejado de dez maneiras:

1. Buscar refúgio em Allah, exaltado seja, contra seu mal.

2. Temer a Allah e aderir aos Seus mandamentos e proibições. Para quem teme a Allah, Allah cuidará dele e não permitirá que outros o prejudiquem.

3. Demonstrar paciência para com seu inimigo e não lutar contra ele, reclamar dele ou pensar em prejudicá-lo. Não há melhor vitória contra um inimigo invejoso do que mostrar paciência em suportá-lo e confiar em Allah.

4. Confiar em Allah: quem confia em Allah, Ele lhe bastará. Colocar a confiança em Allah é o meio mais forte pelo qual uma pessoa pode afastar o que não pode suportar quanto ao dano, transgressão e inimizade de outras pessoas. É um dos meios mais fortes de se alcançar isso.

5. Não se distrair com o invejoso ou pensar nele, para que você não o tema ou dê tanta atenção, e seu coração não fique repleto de pensamentos a respeito dele. Este é um dos remédios mais benéficos e o meio mais eficaz de afastar seu mal.

6. Voltar-se para Allah com sinceridade.

7. Voltar-se para Allah em arrependimento dos pecados pelos quais Allah permite que seus inimigos lhe prejudiquem.

8. Fazer caridade e praticar bons atos, o máximo que puder, pois isso terá um efeito surpreendente para afastar a calamidade, mau-olhado e maldade do invejoso.

9. Extinguir o fogo do invejoso, ou daquele que nutre o ódio, ou daquele que causa prejuízos demonstrando bondade para com ele – este é o meio mais difícil e duro para o indivíduo, e ninguém é capaz de fazê-lo, exceto aquele a quem Allah abençoa grandemente. Quanto maior o dano e o mal, mais bondade você deve demonstrar, além de mostrar sinceridade e sentir compaixão por ele (o invejoso).

10. A coisa principal, à qual todos os outros itens estão ligados, é pensar na unidade de Allah e atribuir meios e causas Àquele que é o Criador das causas, ou seja, o Todo-Poderoso, o Sapiente, e perceber que esses meios e medidas são como os movimentos do vento: estão nas mãos d’Aquele que os move, que os criou, e nada pode causar prejuízo ou trazer benefícios, exceto por Sua permissão. (Badaa'i' al-Fawaa'id 2/463-469).

Consulte também a resposta à pergunta n° 105471 .

E Allah sabe mais.

A Fonte: Islam Q&A