Terça-feira 17 Muharram 1446 - 23 Julho 2024
Portuguese

Se um juramento ou promessa for acompanhado de “Inshallah”

Pergunta

Quatro anos atrás, fiz uma promessa e a acompanhei dizendo “Inshallah”. Então eu disse: “Por Allah, Inshallah, se eu conseguir um emprego, doarei um mês inteiro de salário para caridade”. O que devo fazer agora, já que meu salário aumentou desde que comecei este trabalho? Se eu tiver que oferecer caridade, então deveria ser o valor do meu salário quando comecei ou o valor do meu salário agora? Se eu tiver que fazer isso e quiser fazer o Hajj, minha esposa e eu, este ano, o que é mais importante: devo dar precedência à promessa ou ao Hajj? Observe que tenho dinheiro suficiente para eu e minha esposa fazermos o Hajj, mas não tenho o suficiente para cumprir a promessa e também fazer o Hajj.

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

O que você disse: “Por Allah, Inshallah, se eu conseguir um emprego, darei um mês inteiro de salário em caridade”, vem sob o título de juramento, não de promessa. Se alguém jurar dizendo “Inshallah”, ele não deverá quebrar seu juramento e não terá que oferecer expiação. O mesmo se aplica às promessas. Portanto, se você não deu a caridade, não precisa oferecer expiação.

Foi dito em Zad al-Mustaqni': Se alguém disser "Inshallah" em um juramento que exigiria expiação se quebrado, ele não tem que oferecer expiação, mesmo que o quebre.

Shaikh Ibn ‘Uthaimin (que Allah tenha misericórdia dele) disse em seu comentário: O que significa um juramento que exigiria expiação se quebrado é um juramento feito ao pronunciar as palavras “por Allah”, ou uma promessa, ou zihar [uma forma jahili de divórcio em que o homem diz à esposa: “para mim você é como as costas de minha mãe”]. Todas essas três coisas requerem expiação se forem quebradas. Excluído disso está o divórcio (talaq) e a alforria de um escravo; estes não requerem expiação se forem retratados.

Portanto, se alguém disser “Inshallah” em um juramento que exigiria expiação se fosse quebrado, não precisa oferecer expiação, mesmo que o quebre.

Um exemplo de juramento feito por Allah é dizer: “Por Allah, não usarei esta vestimenta, Inshallah.” Se a pessoa usar a vestimenta, não terá que oferecer expiação, porque disse “Inshallah”. E se alguém disser: “Por Allah, eu certamente usarei esta vestimenta hoje, Inshallah,” então o sol se pôs e ele não a vestiu, ele não precisa oferecer expiação.

A evidência disso são as palavras do Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele): “Quem quer que faça um juramento e diga 'Inshallah' não tem que oferecer expiação, mesmo que o quebre…”

Um exemplo de promessa é se alguém disser: “Se Allah curar meu ente querido doente, então eu juro a Allah, Inshallah, que [farei tal coisa].” Ele não tem que oferecer expiação se não fize-la. Da mesma forma, se ele disser: “Eu juro a Allah que não falarei com fulano de tal, Inshallah”, então ele fala com a pessoa, ele não precisa oferecer expiação.” (Ash-Sharh al-Mumti' 15/139).

E ele (que Allah tenha misericórdia dele) disse: Se ele fizer uma promessa e disser “Inshallah”, tal como: “Eu juro a Allah que farei tal coisa, Inshallah,” então, neste caso de promessa que vem sob a mesma regra que um juramento, ele não precisa oferecer expiação, mesmo que a quebre.

Porém, se for uma promessa de oferecer um ato de adoração ou boa ação, devemos examinar mais a fundo. Se seu objetivo era conectá-lo à vontade de Allah [dizendo “Inshallah”], então ele não precisa oferecer expiação, mesmo que a quebre. Mas, se seu objetivo era afirmar que desejava fazer aquilo ou buscar a bênção dizendo "Inshallah", então ele deve fazê-lo como pretendia." (Ash-Sharh al-Mumti' 15/221).

A promessa que está sob a mesma regra do juramento é aquela pela qual a pessoa visa afirmar algo, negar algo, impedir algo ou encorajar algo. Isso é chamado de promessa de disputa e raiva.

Em relação a uma promessa oferecendo um ato de adoração ou boa ação, se a pessoa disser “Inshallah”, é preciso analisar melhor: se ela pretende conectar o que prometeu à vontade de Allah, então ela não tem que oferecer qualquer expiação. E se ela disse “Inshallah” simplesmente para buscar bênçãos ou para afirmar e enfatizar o que estava dizendo, então deve cumprir a promessa.

Observamos acima que o que você disse veio na forma de um juramento, não de uma promessa, então você não precisa oferecer expiação mesmo que o quebre.

E Allah sabe mais.

A Fonte: Islam Q&A