Terça-feira 18 Muharram 1444 - 16 Agosto 2022
Portuguese

Ele cometeu zina com uma mulher; ele deve se casar com ela para ocultar o que aconteceu?

Pergunta

Meu parente cometeu zina com uma menina e tirou a virgindade dela (rompeu o hímen), e isso foi com o consentimento dela. Ele prometeu à família dela que se casaria, por medo de um escândalo. Então, ele sentiu remorso e se arrependeu do que fez, mas não quer se casar com ela. Agora ele está confuso: ele tem que se casar com ela para absolver seu pecado, caso contrário, Allah poderia puni-lo neste mundo e no outro? Ou o arrependimento sincero por si só é suficiente? Observe que ele deseja esquecer o passado e virar a página.

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

O que seu parente deve fazer é arrepender-se a Allah, exaltado seja, deste grave pecado, e oferecer muitas orações por perdão, com arrependimento. Ele também deve aumentar suas boas ações, na esperança de que Allah aceite seu arrependimento. Pois, a zina é um pecado grave, e por causa de sua natureza abominável e repugnante, Allah, exaltado seja, ordenou a punição hadd para ela: açoite ou apedrejamento.

Mas, por Sua misericórdia para com Seus servos, Allah, exaltado seja, concede o arrependimento sincero para apagar todos os pecados que vieram anteriormente.

Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“E os que não invocam, junto a Allah, outra divindade, e não matam a alma que Allah proibiu matar, exceto se por justa razão, e não praticam zina (relações sexuais ilegais). E quem quer que faça isso receberá uma punição. O castigo duplicar-se-á, no Dia da Ressurreição, e, nele, permanecerá eternamente, humilhado. Exceto aqueles que se voltam arrependidos, creem e praticam boas obras. Para eles, Allah substituirá suas más ações pelas boas. E Allah é Indulgente e Misericordioso.”

[al-Furqaan 25:68-70].

E Ele, glorificado seja, diz:

“E, por certo, sou o Perdoador de todo aquele que se volta arrependido, crê e faz o bem, em seguida, se guia.”

[TaHa 20:82].

Aquele que cometeu zina não é obrigado a se casar com a mulher com quem cometeu zina, e esta não é uma condição para o arrependimento. Mas, se ambos se arrependerem para Allah, exaltado seja e decidirem se casar, não há nada de errado com isso.

Portanto, seu parente deve observar a condição da menina e de sua família. Se ele pensa que ela é uma parceira adequada para ele, e ele sabe que ela se arrependeu e se tornou justa, então ele pode rezar a istikharah, pedindo a Allah para ajudá-lo a decidir e se casar com ela, porque isso seria mostrar bondade para com ela, e ele é a pessoa mais indicada para mostrar a ela essa bondade, pois, mesmo que ela tenha cometido uma má ação e tenha pecado, ele foi seu parceiro em tudo isso. Talvez ela tenha cedido porque ele a chamou para fazer aquilo e a tentou, então ele deveria assumir a responsabilidade, junto com ela, pelo que fizeram juntos. Na verdade, mesmo que não tenha sido ele quem cometeu zina com ela, mas ele sabe que ela se arrependeu sinceramente, e ele quer se casar com ela a fim de ajudá-la a permanecer casta e ocultar seu feito, esse é um objetivo nobre, pelo qual ele será recompensado, se Allah quiser.

O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “O muçulmano é irmão de seu companheiro muçulmano; ele não o prejudica nem o decepciona. Aquele que atende às necessidades de seu irmão, Allah atenderá às necessidades dele. Quem quer que alivie um problema de um muçulmano, Allah o aliviará de um problema no Dia da Ressurreição. Quem quer que esconda (e erro) um muçulmano, Allah ocultará (seu erro) no Dia da Ressurreição.”

Narrado por al-Bukhari (2442) e Muslim (2580).

Al-Haafiz Ibn Hajar (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

As palavras “nem o decepciona” significam que ele não o deixa sozinho com alguém que irá prejudicá-lo, ou em uma situação em que será prejudicado; ao contrário, ele o ajuda e o defende. Isso é de um grau mais elevado do que simplesmente não o prejudicar; pode ser obrigatório ou recomendável, de acordo com as diferentes circunstâncias. Em relação às palavras “Aquele que atende às necessidades de seu irmão”, no hadith de Abu Hurairah narrado por Muslim, é dito: “Allah ajudará uma pessoa, desde que ela ajude seu irmão”.

As palavras “Quem quer que alivie um problema de um muçulmano” referem-se a uma situação estressante que o oprime.

Fim da citação de Fath al-Baari.

Se a mulher se arrependeu de cometer zina, ela não precisa contar a quem lhe propõe casamento sobre sua virgindade; na verdade, ela não precisa dizer ao homem, mesmo que ele pergunte, porque ela é incumbida de esconder seus erros, e o hímen pode ser rompido não apenas através da zina, mas também como resultado de menstruações extremamente intensas, saltos e outros. 

E Allah sabe melhor.

A Fonte: Islam Q&A