Sábado 7 Muharram 1446 - 13 Julho 2024
Portuguese

Como enterrar o falecido e oferecer condolências à sua família

Pergunta

Meu pai faleceu recentemente durante o hajj.
Na minha tradição, as pessoas vêm prestar condolências, oferecendo sentimentos pela sua perda, etc., então, eu peço a todos os presentes que ergam suas mãos e recitem a fatihah e darud também.
Pelo que sei, descobri que isso pode ser bidda (inovação). Eu considerei a regra geral de que tudo o que faz parte da dunya é halal, a menos que tenha sido revelado haram e tudo o que faz parte da religião é haram, a menos que tenha sido feito halal. Assim, sem saber o que deveria ser feito, tentei o meu melhor para evitar qualquer coisa sobre a qual eu não tivesse conhecimento durante o sepultamento.
Pode-se colocar uma marca ou nome em uma rocha etc. no túmulo?
Depois de terminar de enterrar, qual duaa deve ser dita? (porque mesmo em jannat al mualla, depois de termos enterrado meu pai, um dos coveiros fez duaa com as mãos levantadas e os outros respondiam amin em voz alta).
Também notei que sempre que alguém visitava o túmulo de um parente, um dos trabalhadores perguntava qual era o túmulo e despejava um balde de água naquele túmulo.

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar, é obrigatório transportar o falecido e acompanhar o funeral. Este é um dos direitos que o muçulmano morto tem sobre os muçulmanos, o que trará grande recompensa e virtude a quem o fizer. O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Quem comparece ao funeral na casa (do falecido) [de acordo com um relato: quem acompanha o funeral de um muçulmano por fé e esperança de recompensa] até que a oração fúnebre seja oferecida terá um qiraat, e quem comparecer ao funeral até o enterro do falecido terá dois qiraats.” Foi-lhe perguntado: “Ó Mensageiro de Allah, quais são os dois qiraats?” Ele disse: “Como duas enormes montanhas”. (Narrado por al-Bukhari, al-Janaa'iz, 1240).

Não é permitido acompanhar funerais de maneiras que vão contra a Shari’ah. Isso inclui:

Chorar ou lamentar-se em voz alta; segui-lo com incenso (bukhur) etc.; recitar o dhikr em voz alta na frente do caixão enquanto ele está sendo carregado, porque isso é bid'ah – Qais ibn 'Abbaad disse: “Os companheiros do Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) costumavam considerar makruh elevar a voz diante do caixão” – e porque é uma imitação dos cristãos.

Em segundo lugar: o enterro

Os muçulmanos não devem ser enterrados com os kuffar, nem os kuffar com os muçulmanos. O muçulmano deve ser enterrado no cemitério muçulmano.

A Sunnah é colocar o falecido no fundo da sepultura, então ele deve ser virado para o lado direito da sepultura, com o rosto voltado para a qiblah. Aquele que o posiciona no lahd (nicho na sepultura) deve dizer: “Bismillaahi wa 'ala sunnat Rasul-Allahi ou 'ala millat Rasul-Allahi – Em nome de Allah e de acordo com a Sunnah do Mensageiro de Allah ou de acordo com a religião do Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele).”

(Narrado por at-Tirmidhi, al-Janaa'iz, 967; classificado como sahih por al-Albani em Sahih Sunan Abi Dawud, 836)

É mustahabb que aqueles que estão no túmulo joguem punhados de terra, três punhados recolhidos com as duas mãos, depois que o lahd for selado.

Após a conclusão do enterro, há várias coisas que são Sunnah:

Elevar a sepultura um pouco acima do solo, aproximadamente um palmo, e não a nivelar com o solo, para que possa ser distinguida como sepultura e respeitada, e não fique sujeita a desrespeito. Deve ser feito aproximadamente um palmo mais alto que o chão, e não há nada de errado em colocar um marcador como uma pedra ou algo semelhante, para que outros membros de sua família possam ser enterrados perto dele mais tarde. Água deve ser borrifada sobre a sepultura para que o solo assente e não se dissipe. Ninguém deve ficar perto do túmulo dizendo ao falecido que ele será interrogado em breve, etc., como é costume entre algumas pessoas. Ao contrário, as pessoas devem ficar perto do túmulo e orar para que o falecido se fortaleça e pedir perdão por ele. Aqueles que estiverem presentes devem ser instruídos a fazer isso, por causa do hadith de 'Uthmaan ibn 'Affaan (que Allah esteja satisfeito com ele), que disse: “Quando um falecido era enterrado, o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) ficava ao lado (do túmulo) e dizia: ‘Reza por perdão para teu irmão e pede que ele se fortaleça, pois exatamente agora ele está sendo questionado.'” (narrado por Abu Dawud, al-Janaa'iz, 2804; classificado como sahih por al-Albani em Sahih Sunan Abi Dawud, 2758).

Nada do Alcorão deve ser recitado ao lado do túmulo, porque isso é bid’ah. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) não fez isso, nem seus nobres companheiros. É haram construir sepulturas, rebocá-las ou escrever qualquer coisa sobre elas, porque Jaabir disse: “O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) nos proibiu de rebocar sepulturas com gesso e sentar-se ou construir qualquer coisa sobre elas” (Narrado por Muslim, al-Janaa'iz, 1610). De acordo com Abu Dawud, “Ele nos proibiu de revestir sepulturas com gesso, de escrever ou pisar sobre elas” (al-Janaa'iz, 3226. Classificado como sahih por al-Albani em Sahih Sunan Abi Dawud, 2763)

Em terceiro lugar:

É prescrito no Islam oferecer condolências à família do falecido. Isto deve assumir a forma de tudo o que se pensa que lhes trará consolo, estancar a sua dor e ajudá-los a serem pacientes. Condolências devem ser oferecidas da forma relatada pelo Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele), se a pessoa conseguir se lembrar disso; caso contrário, quaisquer boas palavras que sejam oferecidas alcançarão o mesmo propósito, desde que não sejam contra o Islam. Foi narrado que o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “A Allah pertence aquilo que Ele tomou e aquilo que Ele deu, e com Ele tudo tem um fim determinado, então sê paciente e busca recompensa” (Narrado por al-Bukhari, al-Janaa'iz, 1204).

Duas coisas devem ser evitadas:

  1. Reunir-se para oferecer condolências, mesmo que as pessoas façam isso.
  2. Que a família do falecido prepare comida para oferecer a quem vem prestar condolências.

A Sunnah é que os parentes e vizinhos do falecido preparem comida suficiente para a família enlutada. E Allah sabe mais.

Para mais informações, consulte Ahkaam al-Janaa’iz de al-Albani (que Allah tenha misericórdia dele), e al-Mulakhkhas al-Fiqhi de al-Fawzaan (213-216).

A Fonte: Sheikh Muhammed Salih Al-Munajjid