Terça-feira 19 Dhu Al-Hijjah 1445 - 25 Junho 2024
Portuguese

É melhor fazer o Hajj em nome do falecido ou usar esse dinheiro para estabelecer uma instituição de caridade contínua em nome dele?

Pergunta

Há um homem de setenta anos que fez o Hajj, e ele quer fazer o Hajj em nome de sua mãe que morreu sem tê-lo feito, pois ela não tinha dinheiro para fazê-lo. E ele também quer fazer o Hajj em nome de sua esposa que morreu e não teve condições de fazê-lo com seu próprio dinheiro, mas seu marido seria capaz de pagar os custos do Hajj por ela. Minha pergunta é: em vista de sua saúde e idade avançada, é melhor para ele fazer o Hajj em nome de sua mãe e depois em nome de sua esposa, ou usar esse dinheiro para estabelecer caridade contínua (sadaqah jaariyah) e intencionar no nome delas?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Uma das maneiras pelas quais uma pessoa pode honrar seus pais e mostrar bondade para com sua esposa é esforçar-se para fazer aquilo que os eleve em status e aumente suas boas ações depois que eles morrerem.

Se o questionador tiver a escolha entre fazer o Hajj em nome da pessoa ou doar dinheiro para caridade em nome dela, sugerimos que ele comece com o Hajj. Portanto, ele deve começar fazendo o Hajj em nome de sua mãe, depois fazendo o Hajj em nome de sua esposa, fazendo ele mesmo ou pagando os custos do Hajj para alguém que o fará em nome dela, se ele não puder fazê-lo. Isso ocorre por causa da imensa recompensa pelo Hajj e porque pode ter sido obrigatório para elas, caso pudessem tê-lo feito em qualquer momento durante suas vidas, mesmo que fosse quando eram jovens. Portanto, fazer o Hajj em nome delas cumprirá seu dever, e se ele puder pagar os custos de duas pessoas para fazerem o Hajj em nome delas no mesmo ano, isso seria uma boa ideia.

Shaikh Ibn ‘Uthaimin (que Allah tenha misericórdia dele) foi perguntado: O que é melhor, fazer o Hajj em nome de alguém que faleceu ou dar esse dinheiro em caridade para aqueles que precisam?

Ele respondeu: Se o falecido não fez o Hajj obrigatório, então, sem dúvida, indicar alguém para fazer o Hajj em seu nome é melhor, porque será o cumprimento de um dever obrigatório. Mas, se for um Hajj voluntário, então ele deve investir no que servirá a um interesse maior. Se as pessoas estão em extrema necessidade e há fome, então fazer caridade é melhor, caso contrário, fazer o Hajj em nome dessa pessoa falecida é melhor." (Majmu’ al-Fataawa 21/263).

Então, se ele tiver dinheiro disponível depois disso, e Allah o enriquecer e ele deseja fazer caridade em nome de ambas, então ele pode estabelecer caridade contínua (sadaqah jaariyah), mesmo que seja pequena, e pode incluir a si mesmo, seus pais e sua esposa nisso, como contribuir para a construção de uma mesquita, ou a escavação de um poço, ou o estabelecimento de um waqf para ajudar os necessitados, e assim por diante.

Observação:

Com relação ao que é mencionado na pergunta, “mas seu marido seria capaz pagar os custos do Hajj por ela”, gostaríamos de salientar que não é obrigatório que o marido cubra os custos do Hajj para sua esposa, mesmo que seja rico. Ao contrário, isso é recomendado e ele será recompensado por isso, e vem sob o título de mostrar bondade a ela. Mas se ele não fizer isso, não há pecado.

Para mais informações, consulte a resposta à pergunta n° 8916 .

A Fonte: Islam Q&A