Quarta-feira 17 Rajab 1444 - 8 Fevereiro 2023
Portuguese

O significado das palavras: “Atos de adoração são tawqifi”

Pergunta

O que significa “Atos de adoração são tawqif”?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

O que se quer dizer quando os estudiosos dizem que os atos de adoração são tawqif – ou atos de adoração são baseados em tawqif – é que não é permitido adorar Allah, exaltado seja, através de qualquer ato de adoração a menos que este ato de adoração seja comprovado no textos shar'i (Alcorão e Sunnah) para que seja um ato de adoração prescrito por Allah.

Nenhum ato de adoração pode ser sancionado, exceto com base na evidência shar'i para esse efeito.

Allah, glorificado e exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“Hoje, eu inteirei vossa religião, para vós, e completei Minha graça para convosco e agradei-Me do Islam como religião para vós.”

[al-Maa'idah 5:3].

Allah, exaltado seja, completou a religião para nós; tudo o que Allah não prescreveu não faz parte do Islam.

Foi narrado de Abu Dharr (que Allah esteja satisfeito com ele) que o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Não há nada por meio do qual alguém possa se aproximar do Paraíso e se afastar do Inferno, que não tenha sido explicado a vós.”

Narrado por at-Tabaraani em al-Kabir (1647) e classificado como sahih por al-Albaani em as-Sahihah, 1803

O que quer que o Mensageiro (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) não nos tenha explicado não faz parte da religião e não é algo por meio do qual alguém pode se aproximar do Paraíso e se afastar do Inferno.

Shaikh al-Islam Ibn Tamiyah (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

“Ao examinar os princípios da shari'ah, sabemos que os atos de adoração que foram ordenados por Allah ou que Ele ama não podem ser comprovados (de outra forma), exceto através da shari'ah. Quanto aos costumes, são coisas que as pessoas estão acostumadas a fazer em seus assuntos mundanos... O princípio básico no que diz respeito (aos costumes) é que não são proibidos; nada disso é proibido, exceto o que Allah e Seu Mensageiro proibiram. Isso porque mandamentos e proibições têm a ver com a religião de Allah, e atos de adoração devem, necessariamente, ser ordenados. Se algo não for comprovadamente ordenado, então como pode ser considerado um ato de adoração? Quanto aos costumes, se não há texto que comprove que um costume é proibido, como pode ser considerado proibido?

Daí Ahmad e outros estudiosos do hadith costumavam dizer: O princípio básico com relação aos atos de adoração é o tawqif; nenhum ato de adoração é prescrito, exceto o que foi ordenado por Allah, exaltado seja; se não aderirmos a este princípio, seremos incluídos entre aqueles mencionados no versículo (interpretação do significado): “Ou têm eles parceiros que legislaram, para eles, o que, da religião, Allah não permitiu?" [ash-Shura 42:21]. O princípio básico em relação aos costumes é que eles são permitidos e nenhum deles é proibido, exceto o que Allah proibiu expressamente. Se não aderirmos a este princípio, seremos incluídos entre os mencionados no versículo (interpretação do significado): “Dize: Allah vos permitiu, ou forjais mentiras acerca de Allah?” [Yunus 10:59].

Por isso Allah condenou os mushrikin que introduziram na religião coisas que Allah não havia permitido e eles proibiram coisas que Ele não havia proibido. Fim da citação.

Majmu’ al-Fataawa, 29/16-17

Shaikh Saalih al-Fawzaan (que Allah o preserve) disse:

Atos de adoração são tawqif (ou seja, atos de adoração devem ser baseados exclusivamente no Alcorão e na Sunnah sahiha, sem espaço para opinião pessoal); não é permitido oferecer qualquer ato de adoração em termos de hora ou lugar ou tipo de adoração exceto com base em tawqif e instruções do Legislador. Em relação a quem introduz algo que não foi ordenado pelo Legislador quanto a atos de adoração, ou em termos de lugar, tempo ou descrição, isso é uma inovação (bid’ah). Fim da citação.

Al-Muntaqa min Fataawa al-Fawzaan, 16/13

E Allah, exaltado seja, sabe melhor.

A Fonte: Islam Q&A