Terça-feira 14 Shawwal 1445 - 23 Abril 2024
Portuguese

Uma pequena quantidade de água se torna najis (impura) se alguma impureza cair nela sem que suas características mudem?

Pergunta

É permitido fazer wudhu’ com a água quando sei que algo impuro caiu nela, mas era uma pequena quantidade de impureza e não deixou nenhum vestígio na água?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar:

Se algo impuro cair na água, isso afetará a água de uma das três maneiras a seguir:

1. A impureza altera uma das características da água (cor, sabor ou cheiro). Essa água torna-se impura de acordo com o consenso acadêmico, independentemente de a água ser em grande ou pequena quantidade.

Ibn al-Mundhir disse:

“Os estudiosos concordam unanimemente que se algo impuro cai na água, em pequena ou grande quantidade, e a impureza altera o sabor, a cor ou o cheiro da água, então é najis (impuro), até quando permanecer assim, e esta não é aceitável com o propósito de fazer wudhu ou ghusl.” (Al-Awsat 1/260)

2. Se algo impuro cai em grande quantidade de água, mas não altera nenhuma de suas características, seja sabor, cor ou cheiro. Esta água é taahir (pura), de acordo com o consenso acadêmico.

Ibn al-Mundhir disse:

“Os estudiosos concordam unanimemente que se algo impuro cai num grande volume de água, como o Nilo, ou o mar e similares, mas não muda de cor, sabor ou cheiro, permanecendo como era, então, ela pode ser usada para fins de purificação.” (Al-Ijmaa' pág. 35)

3. Se algo impuro cai em uma pequena quantidade de água, mas não altera nenhuma de suas características, como uma gota de sangue ou uma gota de urina que cai em um recipiente onde há água, mas não muda qualquer uma de suas características – esta deve ser considerada impura por causa da impureza que caiu, ou deve ser considerada pura porque não há mudança em suas características?

A visão acadêmica correta é que a água não deve ser considerada impura a menos que seja modificada por aquela impureza, seja a água em pequena ou grande quantidade.

Esta é a opinião dos Maalikis, e é um relato que foi narrado pelo Imam Ahmad. Foi considerado mais provável de ser correto pelo Shaikh al-Islam Ibn Taimiyah e seu aluno Ibn al-Qayyim, e foi a opinião favorecida por muitos estudiosos contemporâneos, como Shaikh Ibn Baaz, Ibn ‘Uthaimin e os estudiosos do Comitê Permanente para Emissão de Fatawa (que Allah tenha misericórdia deles).

Veja: adh-Dhakhirah por al-Quraafi (1/172); al-Mughni por Ibn Qudaamah (1/39); Majmu’ al-Fatawa por Shaikh al-Islam (21/32); ash-Sharh al-Mumti' (1/41).

Eles citaram como evidência o relato narrado por Abu Sa'id al-Khudri (que Allah esteja satisfeito com ele), que disse: Foi questionado: Ó Mensageiro de Allah, posso fazer Wudhu no poço de Budaa'ah? É um poço onde são jogados trapos menstruais, carne de cachorro e outras coisas podres. O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Na verdade, a água é um meio de purificação e nada a torna impura.” Narrado por Abu Dawud (66), at-Tirmidhi (66) e an-Nasaa’i (326); classificado como sahih pelo Imam Ahmad, Yahia ibn Na'im, at-Tirmidhi, an-Nawawi, Ibn Mulaqqin e al-Haafiz Ibn Hajar. Ver: al-Majmu’ (1/82) e al-Badr al-Munir (1/381).

Neste hadith percebemos que a água é um meio de purificação e nada a torna impura. Os estudiosos concordam unanimemente que ela se torna impura se for alterada por algo impuro que cair nela, mas se permanece como era originalmente, continua pura.

Shaikh al-Islam Ibn Taimiyah (que Allah tenha misericórdia dele) disse: Este texto tem significado geral e se aplica, quer a quantidade de água seja pequena ou grande, e também, aplica-se a todos os tipos de coisas impuras.

Mas, se ela for alterada por essa impureza, então é haram usá-la porque a substância impura ainda está presente. Portanto, ao se usar a água é como se usasse a substância impura também. Isto é diferente da situação em que a substância impura foi completamente absorvida e desapareceu, pois a água é um meio de purificação e não resta nenhuma impureza nesse caso." (Majmu’ al-Fatawa 21/33).

Shaikh Ibn Baaz disse:

A visão correta é que nada menos que dois qullahs [um qullah é um tipo de recipiente] não se torna impuro a menos que seja alterada (a característica da água pela substância impura), como é o caso quando a quantidade de água é de dois qullahs ou mais, porque o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Na verdade, a água é um meio de purificação e nada a torna impura.” O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) apenas mencionou dois qullahs em particular, a fim de destacar o fato de que qualquer coisa menos do que isso precisa ser verificado e examinado com cuidado, e não se deve considerar impuro em todos os casos, por causa do hadith de Abu Sa’id mencionado acima.

O que aprendemos com isso é que uma quantidade muito pequena de água é geralmente afetada por impurezas, por isso deve ser descartada, vertida e evitada" (Majmu’ Fatawa Ibn Baaz 16/10)

Os estudiosos do Comitê Permanente para a Emissão de Fatawa disseram:

O princípio básico relativo à água é que ela é pura, mas se a sua cor, sabor ou cheiro for alterado pelo contato com algo impuro, ela se tornará impura, seja em pequena ou grande quantidade. Mas se a impureza não a altera, então é válida como meio de purificação.” (Fatawa al-Lajnah ad-Daa’imah 5/84)

Seja qual for o caso:

A disputa sobre este assunto é antiga e é um assunto muito complexo, e há muita discussão sobre isso; cada parte tem suas evidências nas quais baseou seu ponto de vista.

Ibn al-Qayyim disse sobre este assunto:

Sobre esta questão tem havido verdadeiras batalhas e muita discussão, com muitos pontos de vista diferentes – nomeadamente: a questão da água quando entra em contato com uma substância impura que é completamente absorvida pela água e não deixa vestígios dela em absoluto." (Badaa'i' al-Fawaa'id 3/257)

Ash-Shawkaani disse:

O significado geral do hadith “nada a torna impura” indica que a água não se torna impura pelo mero contato com uma substância impura, e o hadith sobre os dois qullahs pode implicar que ela se torna impura pelo mero contato com uma substância impura. Assim, alguns estudiosos disseram que o hadith dos dois qullahs pode ser entendido como significando que a água é considerada ainda pura se houver contato com uma substância impura, a menos que seja menos de dois qullahs. Outros disseram que mesmo que sejam dois qullahs ou mais, a água é considerada impura se houver vestígios da substância impura nela.

A primeira opinião é apoiada pela evidência citada por aqueles que dizem que uma pequena quantidade de água se torna impura assim que ocorre o contato com uma substância impura, mesmo que não ocorra nenhuma alteração na água.

Esta questão é muito confusa e ninguém poderia chegar à visão correta, exceto alguns."(Nail al-Awtaar 1/46)

É melhor que uma pessoa seja cautelosa e evite pequenas quantidades de água se souber que alguma substância impura caiu nela, mesmo que nenhuma de suas características tenha sido alterada como resultado, para evitar qualquer área duvidosa, especialmente se a quantidade de água for muito pequena. Nesse caso torna-se mais importante ser mais cauteloso e abster-se de utilizá-la (para purificação).

E Allah sabe mais.

A Fonte: Islam Q&A