Terça-feira 11 Muharram 1444 - 9 Agosto 2022
Portuguese

Ele pode trabalhar à noite e não jejuar de dia por causa do uso de remédios?

Pergunta

Tenho vinte e sete anos e sofro de uma doença nervosa crônica há seis anos. Eu não podia trabalhar e era meu pai quem cuidava de comprar os remédios, que são muito caros. Procurei trabalho, mas não encontrei nada, exceto trabalhar como segurança à noite, das 18h às 6h, para poder ajudar na compra dos remédios. Consultei meu médico e ele me aconselhou a tomar os remédios durante o dia, em três doses, ao invés de à noite, pois causa sonolência. Este ano quero jejuar no mês do Ramadan, por isso peço que me aconselhem a melhor maneira e me digam se o jejum é obrigatório para mim?

Texto da resposta

Todos os louvores são para Allah.

Em primeiro lugar:

Pedimos a Allah, o Todo-Poderoso, Senhor do Trono Poderoso, que lhe conceda uma rápida recuperação.

Em segundo lugar:

É permitido ao enfermo não jejuar durante o dia no Ramadan, então quando Allah lhe curar, ele deve compensar os dias em que não jejuou, porque Allah, Exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“e quem estiver enfermo ou em viagem, que jejue o mesmo número de outros dias. Allah vos deseja a facilidade, e não vos deseja a dificuldade...” [al-Baqarah 2:185].

Em terceiro lugar:

Antes de qualquer coisa, você deve procurar um trabalho durante o dia compatível com a sua doença, pois tem de tomar o medicamento à noite. Ao fazer isso, você combinará os dois interesses. Se você não consegue encontrar trabalho a não ser à noite, e não pode tomar o remédio porque dá sono, não há nada de errado em você trabalhar à noite e tomar o remédio durante o dia, e isso será uma desculpa para você não jejuar.

Se for possível para você deixar o emprego, mesmo que seja durante o mês do Ramadan, e depois retomá-lo depois do Ramadan, isso é melhor, desde que não resulte em consequências negativas para você, como ser demitido de seu trabalho. Consulte a resposta à pergunta n° 65871.

Al-'Allaamah al-Haitami (que Allah tenha misericórdia dele) disse: É permitido não o fazer (ou seja, jejuar) no caso de trabalho (pesado) como colheita ou construção – para si ou outra pessoa, voluntariamente ou em troca de pagamento. Se não for possível trabalhar à noite e se o jejum puder afetar sua capacidade de ganhar a vida, que é imprescindível, nesse caso, parece que se pode quebrar o jejum, mas apenas o necessário.

Fim da citação de Tuhfat al-Muhtaaj, 3/430

Em outras palavras, é permitido quebrar o jejum para aquele cuja capacidade de ganhar a vida, que é imprescindível, puder ser afetado. Mas a quebra do jejum deve ser apenas o necessário. Com base nisso, não há pecado em você quebrar o jejum se não puder deixar seu emprego, mesmo que seja apenas no mês de Ramadan.

Se houver esperança de recuperação dessa doença, você deve compensar os jejuns perdidos quando puder fazê-lo.

Se a doença permanecer, de acordo com a opinião do médico, então você não precisa compensar os jejuns, mas deve alimentar um pobre para cada dia que não jejuar.

E Allah sabe melhor.

A Fonte: Islam Q&A